«
»

Uma pausa na série Revelando a Foto para divulgar mais uma contribuição para a série Revele sua Foto. O Fábio do blog Viagens Cinematográficas nos enviou uma foto maravilhosa do pôr do sol em Jericoacoara e revelou como ele retratou esse ambiente de cinema! Com a palavra, o fotógrafo! 😀

Até algum tempo atrás, eu acreditava que a fotografia, para mim, era um processo mais intuitivo do que técnico. De uns tempos para cá, porém, tenho notado que existe sim uma técnica por trás da “intuição”.

Porque não existe foto sem o pensar do fotógrafo, sem aquele momento breve, de poucos segundos, em que o fotógrafo precisa pensar rápido e definir como ele irá enquadrar aquela cena, quais os ajustes na máquina, como se posicionar. Enfim, como ele irá fotografar aquele momento.

Séries como o “Revelando a Foto” aqui do Nerds Viajantes me ajudaram nesse processo. Por isso, resolvi também pensar um pouco sobre uma foto que gosto bastante e participar aqui do “Revele sua Foto”.

Escolhi uma foto de pôr do sol, que parecem ser as mais fáceis de fotografar, mas de fato podem ser as mais frustrantes. E se você não conseguir capturar aquele pôr do sol maravilhoso que você presenciou, e se a foto não pegar as cores, a luz, o encanto daquele momento? Comigo já aconteceu várias vezes: a foto simplesmente não conseguiu retratar a beleza do pôr do sol visto pessoalmente.

Em Jericoacoara, o ritual de todas as tardes é subir a duna do pôr do sol e justamente fotografar esse espetáculo. O que me decepcionou um pouco nas fotos de entardecer no alto das dunas é que eu não conseguia incluir um ponto de interesse no primeiro plano, algo que componha a foto e ajude a construir uma imagem ainda mais poderosa do lugar que estamos fotografando.

Por isso, depois do primeiro dia fotografando no alto da duna, resolvi pesquisar outras possibilidades de fotografia no lugar. Imediatamente me atraiu a imagem do barco flutuando numa pequena lagoa, na própria Praia de Jericoacoara, que a maior parte das pessoas passava batido, no caminho para a tradicional duna.

Aguardei o momento em que as cores ficaram mais intensas e aproximando a imagem, consegui excluir do campo da foto as áreas em que a intensidade das cores do entardecer perdia força, e mantive apenas o que estava bem próximo do sol, e portanto mais alaranjado.

Procurei também adotar a regra dos terços e não centralizar o sol. Aguardei que algumas pessoas passassem para que suas silhuetas formadas pela luz do sol agregassem mais uma informação interessante para a fotografia.

O vento forte de Jericoacoara também colaborou para que as águas da pequena lagoa ganhassem dramaticidade e criassem um desenho interessante de ondulações e contraste entre luz e sombra que enriquecem a imagem.

Infelizmente o barco, que era o que era o ponto de interesse no primeiro plano, ficou um pouco distante, talvez a foto ficasse melhor se eu tivesse me aproximado mais ou se eu tivesse aumentado ainda mais a distância focal.

De qualquer forma, minhas melhores fotos do pôr do sol de Jericoacoara não foram tiradas no alto da duna. Portanto, ao visitar uma famosa atração turística, vale a pena estimular sua criatividade e procurar um ângulo novo, diferente do que todo mundo está fotografando. Você pode ter uma boa surpresa.

Pôr do sol em Jericoacoara

Pôr do sol em Jericoacoara

Configurações:

  • Data: 28/11/2012
  • Horário:17:23
  • Distância focal: 38 mm
  • Exposição: 1/500
  • Abertura: f/11
  • ISO: 400

Gostaram da foto? Nós adoramos!  Valeu pela participação, Fábio! 😀

Se você também acompanha nossas dicas de fotografia na série Revelando a Foto e quer compartilhar sua foto, envie pra gente por e-mail  [email protected]!